foto user

JESUS E A MULHER ADÚLTERA

FERNANDA SIMOES
nav-left nav-right
menu-mobile
Olhares
menu-mobile-right
carregar
fullscreen voltar lista nav-leftnav-right
JESUS E A MULHER ADÚLTERA
voltar lista nav-leftnav-right

JESUS E A MULHER ADÚLTERA

fotografias > 

Fotojornalismo

2009-04-05 10:10:03
comentários (0) galardões descrição exif favorita de (1)
descrição
Mais de 200 figuras em cera distribuídas por 33 cenas, tantas como os anos que Jesus viveu, vão retratar em Fátima alguns dos momentos mais importantes da vida de Cristo e da fé cristã.

Inaugurado no dia 13 de Abril DE 2007 , o novo museu da Vida de Cristo abriu as portas ao público, procurando conquistar os turistas e peregrinos com retratos de época e composições que relatam alguns episódios mais relevantes da vida do Messias.



O nascimento numa gruta em Belém, as Bodas de Caná, a expulsão dos vendilhões do templo, a Última Ceia, o julgamento e a Paixão de Cristo ou a Ressurreição e Ascensão são alguns dos cenários que o novo espaço vai apresentar aos visitantes.

Algumas cenas incluem cascatas, outras reproduzem o deserto, rios e mar numa dimensão que, nalguns casos, atinge os 160 metros quadrados em cada cenário.



«Isto é mais fácil de dizer do que fazer», até porque as figuras em cera têm expressões mais reais e retratam as circunstâncias de época das personagens originais em cada cena, como explicou à Agência Lusa Carlos Reis, director do novo museu.

«Temos Jesus novo e depois já mais velho e em sofrimento na cruz», exemplifica o director, que recorda o esforço feito pelos promotores do museu nos últimos anos para garantir a fidelidade da obra final.

«Foi muito tempo de pesquisa, com uma equipa multidisciplinar e com o auxílio do Santuário de Fátima», diz Carlos Reis, salientando que foi o próprio museu que definiu as feições das figuras histórias e todos «os pormenores dos cenários», desde os utensílios das casas da época à roupa das personagens.

«Só na figura de Cristo, tivemos de identificar a cor dos olhos, a tez da pele e a indumentária de cenografia», realça Carlos Reis.

No museu, existem 11 quadros explicativos para contextualizar a vida de Cristo para os peregrinos e turistas que visitarem o museu, completando os 33 cenários com figuras de cera.

As próprias legendas são todas retiradas de versículos da Bíblia que foi, «no fundo, o grande instrumento de pesquisa do museu», nota o director, até porque o público-alvo do empreendimento é muito atento a estas questões.



O edifício, desenhado pelo arquitecto Carlos Gonçalves, possui 4.400 metros quadrados e foi concebido para garantir «um elevado nível de poupança energética».

A fachada é toda ventilada, pelo que não há necessidade de ar condicionado nas áreas públicas, as paredes têm 55 centímetros para garantir o isolamento e no tecto existe uma clarabóia com 21 metros de diâmetro que garante também uma luminosidade natural para o espaço.

Com cores claras e com revestimento de vidro, cobre e granito, o edifício possui dois pisos para o museu e conta como apoio uma área comercial e um parque com cem lugares de estacionamento, num investimento total de 12 milhões de euros, sem recurso a apoios públicos.



* Deixe o Seu Comentário
exif / informação técnica
Máquina: FUJIFILM
Modelo: FinePix S5600
Exposição: 10/450
Abertura: f/3.2
ISO: 800
MeteringMode: Pattern
Flash: Sim
Dist.Focal: 6.3 mm

favorita de 1
comentários
galardões
Esta foto não tem galardões
FERNANDA SIMOES

FERNANDA SIMOES

olhares.com/ladigue
Santo António dos Cavaleiros -Loures,
JESUS E A MULHER ADÚLTERA
Mais de 200 figuras em cera distribuídas por 33 cenas, tantas como os anos que Jesus viveu, vão retratar em Fátima alguns dos momentos mais importantes da vida de Cristo e da fé cristã.

Inaugurado no dia 13 de Abril DE 2007 , o novo museu da Vida de Cristo abriu as portas ao público, procurando conquistar os turistas e peregrinos com retratos de época e composições que relatam alguns episódios mais relevantes da vida do Messias.



O nascimento numa gruta em Belém, as Bodas de Caná, a expulsão dos vendilhões do templo, a Última Ceia, o julgamento e a Paixão de Cristo ou a Ressurreição e Ascensão são alguns dos cenários que o novo espaço vai apresentar aos visitantes.

Algumas cenas incluem cascatas, outras reproduzem o deserto, rios e mar numa dimensão que, nalguns casos, atinge os 160 metros quadrados em cada cenário.



«Isto é mais fácil de dizer do que fazer», até porque as figuras em cera têm expressões mais reais e retratam as circunstâncias de época das personagens originais em cada cena, como explicou à Agência Lusa Carlos Reis, director do novo museu.

«Temos Jesus novo e depois já mais velho e em sofrimento na cruz», exemplifica o director, que recorda o esforço feito pelos promotores do museu nos últimos anos para garantir a fidelidade da obra final.

«Foi muito tempo de pesquisa, com uma equipa multidisciplinar e com o auxílio do Santuário de Fátima», diz Carlos Reis, salientando que foi o próprio museu que definiu as feições das figuras histórias e todos «os pormenores dos cenários», desde os utensílios das casas da época à roupa das personagens.

«Só na figura de Cristo, tivemos de identificar a cor dos olhos, a tez da pele e a indumentária de cenografia», realça Carlos Reis.

No museu, existem 11 quadros explicativos para contextualizar a vida de Cristo para os peregrinos e turistas que visitarem o museu, completando os 33 cenários com figuras de cera.

As próprias legendas são todas retiradas de versículos da Bíblia que foi, «no fundo, o grande instrumento de pesquisa do museu», nota o director, até porque o público-alvo do empreendimento é muito atento a estas questões.



O edifício, desenhado pelo arquitecto Carlos Gonçalves, possui 4.400 metros quadrados e foi concebido para garantir «um elevado nível de poupança energética».

A fachada é toda ventilada, pelo que não há necessidade de ar condicionado nas áreas públicas, as paredes têm 55 centímetros para garantir o isolamento e no tecto existe uma clarabóia com 21 metros de diâmetro que garante também uma luminosidade natural para o espaço.

Com cores claras e com revestimento de vidro, cobre e granito, o edifício possui dois pisos para o museu e conta como apoio uma área comercial e um parque com cem lugares de estacionamento, num investimento total de 12 milhões de euros, sem recurso a apoios públicos.



* Deixe o Seu Comentário
comentários
foto autor

FERNANDA SIMOES

olhares.com/ladigue
Santo António dos Cavaleiros -Loures,
galardões
Esta foto não tem galardões

FERNANDA SIMOES

FERNANDA SIMOES

olhares.com/ladigue
Santo António dos Cavaleiros -Loures,
Máquina: FUJIFILM
Modelo: FinePix S5600
Exposição: 10/450
Abertura: f/3.2
ISO: 800
MeteringMode: Pattern
Flash: Sim
Dist.Focal: 6.3 mm


FERNANDA SIMOES

FERNANDA SIMOES

olhares.com/ladigue
Santo António dos Cavaleiros -Loures,
favorita de (1)