--> SEXO NO SECOND LIFE Foto de Bykynys in New York - Olhares.com
foto user

SEXO NO SECOND LIFE

Bykynys in New York
nav-left nav-right
menu-mobile
Olhares
menu-mobile-right
carregar
fullscreen voltar lista nav-leftnav-right
SEXO NO SECOND LIFE
voltar lista nav-leftnav-right

SEXO NO SECOND LIFE

fotografias > 

Arte Digital

2007-10-18 02:37:34
comentários (4) galardões descrição exif favorita de (1)
descrição
Desde o lançamento do Second Life no Brasil, quatro meses atrás, eu ensaiava a minha entrada no universo de bytes e pixels. Queria descobrir como é a vida sexual dos quase 6 milhões de habitantes do mundo virtual mais badalado da atualidade. São pessoas comuns, assim como eu e você, que diante do monitor, protegidas atrás de codinomes, sentem-se confortáveis o bastante para colocar em prática seus desejos mais secretos. E agora, com o aval da minha editora e um prazo para que o relato entrasse na edição de setembro, finalmente criei coragem.O primeiro passo é decidir um nome para a minha avatar, ou seja, a personagem que vai me representar. Escolho Pam (confesso que, diante dos meus objetivos, logo pensei na Pamela Anderson). Da lista de sobrenomes disponíveis fiquei com Aya. Pam Aya é sonoro, não? A partir de agora, portanto, sou Pam Aya: tenho cintura fina e quadris um pouco mais largos, estilo violão. Não sei as medidas exatas, mas calculo que meus seios sejam tamanho 42 e minha altura, 1,70 metro. Meus cabelos são longos e ruivos e meus olhos verdes fazem inveja ao mar do Caribe. Que homem, ou melhor, neste caso, que avatar resistiria a mim? Com uma calça jeans justinha e camiseta, vou atrás de um pouco de diversão. Estou ansiosa para perder minha virgindade virtual. Mas antes preciso encontrar um local onde as pessoas mais ousadas se reúnam, afinal o sexo que eu pretendo praticar não é nada além do casual. Isso não quer dizer que no SL (sigla para Second Life) não existam relações românticas. Elas existem, mas, se encontrar uma alma gêmea na vida real já é complicado, imagine nesse universo ultradependente do mouse, do teclado e de uma boa conexão na internet. Uma rápida olhadela para baixo, mais especificamente entre as pernas, me faz lembrar que não tenho uma vagina. Por aqui, ninguém nasce com genitália - masculina ou feminina. No SL, órgão sexual não é original de fábrica.

WWW.PINKHOTSEX.ORG
exif / informação técnica
Sem informações de EXIF
favorita de 1
comentários
galardões
Esta foto não tem galardões
SEXO NO SECOND LIFE
Desde o lançamento do Second Life no Brasil, quatro meses atrás, eu ensaiava a minha entrada no universo de bytes e pixels. Queria descobrir como é a vida sexual dos quase 6 milhões de habitantes do mundo virtual mais badalado da atualidade. São pessoas comuns, assim como eu e você, que diante do monitor, protegidas atrás de codinomes, sentem-se confortáveis o bastante para colocar em prática seus desejos mais secretos. E agora, com o aval da minha editora e um prazo para que o relato entrasse na edição de setembro, finalmente criei coragem.O primeiro passo é decidir um nome para a minha avatar, ou seja, a personagem que vai me representar. Escolho Pam (confesso que, diante dos meus objetivos, logo pensei na Pamela Anderson). Da lista de sobrenomes disponíveis fiquei com Aya. Pam Aya é sonoro, não? A partir de agora, portanto, sou Pam Aya: tenho cintura fina e quadris um pouco mais largos, estilo violão. Não sei as medidas exatas, mas calculo que meus seios sejam tamanho 42 e minha altura, 1,70 metro. Meus cabelos são longos e ruivos e meus olhos verdes fazem inveja ao mar do Caribe. Que homem, ou melhor, neste caso, que avatar resistiria a mim? Com uma calça jeans justinha e camiseta, vou atrás de um pouco de diversão. Estou ansiosa para perder minha virgindade virtual. Mas antes preciso encontrar um local onde as pessoas mais ousadas se reúnam, afinal o sexo que eu pretendo praticar não é nada além do casual. Isso não quer dizer que no SL (sigla para Second Life) não existam relações românticas. Elas existem, mas, se encontrar uma alma gêmea na vida real já é complicado, imagine nesse universo ultradependente do mouse, do teclado e de uma boa conexão na internet. Uma rápida olhadela para baixo, mais especificamente entre as pernas, me faz lembrar que não tenho uma vagina. Por aqui, ninguém nasce com genitália - masculina ou feminina. No SL, órgão sexual não é original de fábrica.

WWW.PINKHOTSEX.ORG
comentários
galardões
Esta foto não tem galardões

Sem informações de EXIF